O poder dos Pensamentos e Emoções

[su_quote]Nossa mente funciona aliada aos nossos pensamentos e emoções, que criam nosso destino/futuro. Criamos a vida primeiramente em nosso pensamento, na nossa mente.[/su_quote]

Será que realmente sabemos o grande potencial que nossa mente possui?

Nosso cérebro é uma máquina poderosíssima, feita de pequenas células nervosas chamadas neurônios, que possuem ramificações para se conectarem e formarem uma rede neural. Cada área conectada está integrada a um pensamento ou memória.

Continuar a ler “O poder dos Pensamentos e Emoções”

O poder da Moringa Oleífera

Já ouviu falar na Moringa Oleífera?

Ela é encontrada em vários lugares do Brasil, segundo estudos, originária na Índia e considerada por botânicos e biólogos um milagre da natureza. Esta planta é rica em vitaminas, minerais, proteína, é considerada um super alimento, a árvore da vida. Possui tudo que o nosso corpo necessita, ela é uma verdadeira farmácia natural.

[su_pullquote align=”right”]O melhor de tudo é que podemos nos alimentar dela, é comestível. Podemos comer as folhas, os frutos, raiz, toda ela. Pode ser consumida como farinha, colocar na salada, sucos, salada de frutas, refogada,… ou como você preferir.[/su_pullquote]

Moringa comparada com outros alimentos:

  • 7 vezes mais vitamina C que a laranja,
  • 4 vezes mais vitamina A que a cenoura,
  • 4 vezes mais cálcio que o leite de vaca,
  • 3 vezes mais ferro que o espinafre,
  • 3 vezes mais potássio que a banana.
1-kilo-de-semente-de-moringa-oleifera-frete-gratis-D_NQ_NP_13964-MLB200784116_5241-F
sementes da Moringa

Além disso, ela pode ser utilizada até para limpar toda água suja, devido aos óleos e das proteínas contidas nas sementes, quando trituradas e misturada em água não potável, uma reação interessante acontece, a água fica limpa. O pó das sementes de moringa possui uma propriedade de atrair argila, sedimentos e bactérias. Assim eles acabam indo para o fundo do recipiente e deixando a água clara e potável.

Está planta precisa fazer parte de nossa alimentação, ela é muito importante, ainda mais sabendo que existe um percentual da população desnutrida, sem informação, e nossas lideranças não fazem questão em repassar estas informações. Vamos divulgar, utilizar e nos alimentar de produtos naturais, saudáveis, sem conservantes. Pois esta planta tem tudo que precisamos, reposição geral.

Moringa_oleifera
flores da Moringa

Ela ainda não é muito conhecida no Brasil, se adapta a vários climas e seu crescimento é muito rápido. Vamos divulgar todos estes conhecimentos, e desfrutar desta planta natural, cheia de benefícios para nossa saúde.

O que é carga elétrica? Estamos no peso ideal?

67700-3 (2)

Ao nascer o ser humano tem um potencial elétrico em suas células de cerca de 7.7 micro volts de carga elétrica, que perdemos com o passar do tempo.

A falta dessa energia bioelétrica resulta em doenças cardíacas, neurológicas e outras, diminui a capacidade de criação / realização (frequência mental), além de outras dificuldades de concentração e foco.

Vários fatores podem baixar a carga elétrica (energia vital), tais como: cansaço, sono, fome, estresse, deficiência de minerais, entre outros.

O que aumenta a carga elétrica

Maça, frutas ácidas (limão, uva, laranja, tomate, etc., que tbm ajudam a emagrecer), exercícios físicos, e dormir bem (sono em dia), pois nosso corpo precisa de um ritmo, ou seja, acordar e dormir sempre no mesmo horário (quando dormimos pouco também diminui a imunidade).

Exercício Físico

  • Fazer exercícios físicos, de no mínimo 30 minutos diárias (que provoquem transpiração) ou
  • Fazer 9 flexões de braço e 9 abdominais diariamente.
smarcollection_esportes

PESO

O excesso ou falta de peso gera uma alteração na circulação da carga elétrica, por isso precisamos estar dentro de um peso recomendado, para estarmos em dia com a nossa carga elétrica.

Através do cálculo do Índice de Massa Corporal – IMC usado no mundo todo, é possível saber se estamos acima ou abaixo dos parâmetros ideais de peso em relação a estrutura:

Faça a conta: IMC = Peso / Altura x Altura

Com o resultado do cálculo abaixo a tabela da Associação Brasileira para saber como está seu índice:

tabela_imc

[su_box title=”DEVEMOS ADOTAR”] Mastigar o máximo que for possível
Produtos orgânicos (comidas saudáveis)
70% CRU
30 % COZIDO
50% MENOS
0% FRITURA
Manteiga: alimento neutro (cuidado, algumas manteigas tem conservantes!)
Caso não consiga evitar o açúcar, utilize o mascavo ou Mel (exceto para diabéticos). Sugestão: Utilizar como adoçante para sucos.
Banha de Porco ou Óleo de Coco.
Temperos: utilize o sal grosso (lave-o rapidamente em água corrente para retirar o iodo, coloque sobre um pano seco, deixe secar bem e bata no liquidificador)
Obs.: Pimenta Malagueta e Pimenta Dedo de Moça são ótimas para evitar a degeneração dos neurônios (Evitando doenças como Alzheimer e Parkinson).
[/su_box]

O perigo da Dioxina!

[su_pullquote align=”right”]Dioxina é uma substância liberada como subproduto industrial e que podem causar vários malefícios para o organismo humano.[/su_pullquote]

Talvez você nunca tenha ouvido falar dessa substância química, mas ela está em nosso corpo mesmo que em uma pequena quantidade, é perigosa e requer muitos cuidados.

Presente em papéis que passaram por processo de branqueamento e em certos artigos íntimos femininos, esta substância pode causar câncer e se acumula no corpo.

É um subproduto industrial que contém produção de cloro, técnicas de branqueamento de papel e produção de pesticidas. A incineração de lixo também libera dioxina (queima de plástico, papel, de pneus e de madeira tratada com pentaclorofenol), pois muitos produtos são tratados com cloro em sua fabricação.

As dioxinas são acumuladas nos tecidos adiposos, ou seja, na região em que nossos corpos e os de animais têm mais gordura.

Por meio de um processo chamado biomagnificação, elas também acompanham o desenvolvimento da cadeia alimentar. Se você come a carne de um animal que contém muitas dioxinas, elas serão acumuladas no seu corpo. A partir de então, seu organismo tentará se livrar delas por um bom tempo.

[su_quote]Não há nível saudável de dioxinas e até uma quantidade pequena pode ser perigosa, exatamente porque ela se acumula no organismo.[/su_quote]

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a União Européia estabeleceram a dosagem de 2,3 pg/kg/dia (picograma/quilo/dia – 1 picograma equivale a 10-¹² grama ou um trilionésimo de grama) como limite.

São limites que significam quantidades muito baixas, o que pode ser aferido por orientação da própria EPA, que descreve o uso de filtro simples de papel para coar café, feito com papel branqueado industrialmente, sendo o suficiente para exceder os “níveis aceitáveis” de dioxina por toda uma vida.

A expansão das dioxinas se liga à utilização do cloro na Segunda Guerra Mundial. Até esse período, o produto foi usado, juntamente com outras substâncias químicas, como forma de armamento. Com o fim do conflito, havia uma grande produção, mas a demanda sofreu uma queda abrupta. Assim, a indústria química buscou novos mercados para inserir o cloro.

Uma fonte de cloro, uma fonte de matéria orgânica e um ambiente térmico ou quimicamente reativo, em que os materiais citados possam se combinar é o que gera a dioxina nos processos industriais. Portanto, tanto a produção de cloro, como o tratamento de outros produtos com cloro geram o indesejado subproduto.

A tabela abaixo mostra quais são os processos formadores das dioxinas e quais são os emissores primários:

As dioxinas podem afetar o organismo humano, principalmente, de três maneiras:

tabela_dioxinas
  • Má formação: as dioxinas são substâncias perigosas que podem causar a má formação fetal e mutações genéticas, desta maneira podendo causar câncer.
  • Câncer: segundo a ATSDR (Agency for Toxic Substances and Disease Registry), as dioxinas são comprovadamente causadoras de câncer em animais. O mesmo efeito podendo ocorrer com humanos. Elas podem causar tumores e aumentar o risco de todos os tipos de câncer, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) e o National Institute for Occupational Safety and Health (NIOSH), dos EUA.
  • Outros: as dioxinas alteram receptores de estrogênio, podem ser tóxicas para o crescimento e o desenvolvimento, podem causar danos no fígado, nos nervos e alterações indesejadas em glândulas, de acordo com a ATSDR (Agency for Toxic Substances and Disease Registry). Problemas relacionados aos sistemas reprodutivo e imunológico, além de alterações no neuro desenvolvimento que também podem ocorrer devido às dioxinas. As substâncias também são suspeitas de causarem problemas respiratórios, câncer de próstata, além de dois tipos de diabetes.

Os principais tipos de alimento que contêm dioxina, de acordo com a ATSDR (Agency for Toxic Substances and Disease Registry), são os seguintes: gordura animal presente em carne, laticínios ricos em gordura, peixes gordurosos (arenque, cavala, salmão, sardinha, truta e atum) e produtos que tenham sido expostos a pesticidas.

A contaminação também pode ocorrer quando ingerimos alimentos que tiveram contato direto com embalagens que possuam dioxinas (principalmente as feitas com papel branqueado industrialmente, como pratos de papel e caixas de comida feitas de papel). Também é possível que produtos íntimos femininos que passaram por processo de branqueamento liberem dioxinas, como absorventes internos.

Como podemos evitar a exposição?

Agora vamos verificar os conselhos básicos para evitar a exposição a essa perigosa substância.

Produtos de papel: opte por papéis branqueados naturalmente ou não branqueados, especialmente para produtos que entram em contato com comida ou com partes íntimas – filtros de café, toalhas de papel e absorventes internos.

Alimentos: escolha alimentos orgânicos e com baixa quantidade de gordura. Procure saber se o animal foi criado de maneira sustentável – alimentado com poucas quantidades diárias de gordura ou pasto/ração livre de pesticidas.

Plásticos: quando for esquentar algum produto no micro-ondas, certifique-se de que ele foi feito especialmente para essa finalidade. Mesmo assim, dê preferência a recipientes de cerâmica e vidro. Com o calor, os plásticos podem liberar dioxinas diretamente no alimento. O mesmo vale para o filme plástico que recobre comida. Tire-o antes de levar o alimento ao micro-ondas. No caso do PVC, evite qualquer forma de queima ou aquecimento intenso do material (fato comum em obras, para dar elasticidade ao cano). Precisamos ter atenção com os copos descartáveis que também liberam esta substância quando aquecidos.

Não conseguimos eliminar 100% pois ela está presente no ar que respiramos, mas só o fato de saber e ter os cuidados de ir amenizando a retenção destas toxinas em nosso dia a dia já ajudará muito.

Vamos passar esta informação para familiares e amigos, procurar buscar informações sobre nossa saúde e alimentação, o conhecimento nos trás uma nova visão da realidade.

Limão com bicarbonato – Combinação PERFEITA!

O limão é uma fruta mega poderosa, fonte de vibras e vitaminas, além de minerais. Tem muitos benefícios para a saúde, possui um forte poder antibiótico, antiviral e estimula a parte imunológica

A mistura do limão com o bicarbonato é a combinação perfeita, os dois juntos potencializam a ação de benefícios para nosso organismo. Alcalinizando o sangue, fortalecendo nossa imunidade e estimulando nosso metabolismo.

Hoje em dia todos consumem muitos produtos e alimentos industrializados, “fast-foods”, refrigerantes, biscoitos, comidas prontas e isso trás problemas p

ara nosso organismo, fazendo o pH do sangue ficar muito ácido.

Consequências do pH sanguíneo ácido:

  • Doenças Cardiovasculares
  • Baixa da Imunidade
  • Cancêr
  • Acelera o envelhecimento
  • Diabetes
    • Osteoporose
    • Falta de energia, fadiga

[su_pullquote align=”right”]Por isso precisamos manter nosso organismo sempre bem alcalino, evitando estas doenças e estar sempre protegido.[/su_pullquote]

Precisamos ter muita cautela e sempre escolher por alimentos saudáveis, sabendo sua procedência.

Como tomar o limão com bicarbonato:

  • 2 limões grandes ou 3 pequenos
  • 1 colher de café rasa de bicarbonato de sódio
  • Adicione um pouco de água e misture bem

Dose:

  • Se você está saudável, consuma duas vezes por semana
  • Se você está resfriado, consuma até melhorar sua imunidade
  • Se você está doente (cancêr, etc,…), consuma todos os dias.

Vamos buscar por mais informações, cuidar de nossa alimentação e viver saudável.